Notíciasclubes tradicionais

Flamengo, Vasco, Fluminense, Corinthians, Palmeiras e São Paulo elevam o nível da modalidade e mostram uma outra perspectiva sobre rivalidade

O tatami do BNB Clube de Fortaleza teve um charme especial durante o CBI: Seletiva Nacional Sub-21. Seis clubes tradicionais do futebol estiveram nas áreas de lutas cearenses: Flamengo, Vasco, Fluminense, São Paulo, Corinthians e Palmeiras fizeram reascender aquela rivalidade que aflora no país quando é dado o pontapé inicial de um jogo. Mas no judô, este quesito é visto de uma outra forma.

“A rivalidade do futebol com certeza não condiz com a do tatami. Sou grande amigo do Josué, técnico do São Paulo, e viemos juntos para cá, estamos no mesmo hotel. É uma convivência diferente e pregamos isso para os judocas. São valores que a gente ensina para os jovens. Temos que ser adversários no tatami, porém com uma boa convivência fora dele”, afirma o técnico do Corinthians, Ademir Garcia.

A presença de clubes de alcance nacional mostra a evolução e a importância do judô no país, o que fomenta ainda mais a adesão de jovens à prática da modalidade e eleva a qualidade das competições.

“É bom termos a participação de grandes clubes nas competições. Engrandece a modalidade e também tira da zona de conforto as outras equipes, para que estejam sempre melhorando e qualificando o judô. Quanto mais times desse nível na modalidade, melhor para todos. Só temos a ganhar”, disse André Morelli, técnico do UMBRA Vasco da Gama.

“O judô da base já vem numa crescente, ainda mais com o suporte da CBJ e de todos que investem nos jovens atletas. Somos fortes por tradição e, com o acréscimo destas grandes equipes, só tende a fortalecer e fazer com que aumente a visibilidade não só para o sênior, mas para os judocas mais novos”, concluiu Marcos Inácio, coordenador-técnico do Palmeiras.

Confira aqui os resultados do CBI: Seletiva Nacional Sub-21

Foto: Nicolas Nobre

Fonte: CBJ

Siga nossas redes sociais: Facebook – Instagram – Twitter – Youtube

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário